Conheça sete tradições de Páscoa diferentes ao redor do mundo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

pascoaTanto no Brasil, como eu algumas partes do mundo, a celebração de Páscoa se afastou um pouco do que é suas raízes religiosas. O imaginário de grande parte das pessoas foi tomado por coelhos de chocolate e ovos coloridos, mesmo que as tradições históricas remetam a algo bem diferente.

Separamos sete tradições de Páscoa que são diferentes do convencional em que vivemos aqui no País.

1 – França

No sul da França, os ovos são as grandes estrelas do feriado de Páscoa. Uma omelete gigante é servido na praça principal da cidade. Perceba a omelete é realmente gigante, pois mais de 4.500 ovos são usados para produzi-lo e alimenta até 1.000 pessoas.

A história conta que quando Napoleão e seu exército estavam viajando pelo sul da França, eles pararam em uma pequena cidade e comeram omeletes. Napoleão gostava tanto que ordenou que os habitantes da cidade recolhessem os seus ovos para que fosse feito uma omelete gigante para o seu exército no dia seguinte.

2 – Austrália

Na Austrália os coelhos são vistos como uma praga, animais que destroem a cultura. Então, na Páscoa, nada de coelhos e ovos de chocolate. Bolos e doces tradicionais marcados com uma cruz simbólica são os produtos consumidos na data. O motivo da cruz em cima dos bolos e doces é para simbolizar a crucificação de Jesus.

3 – Eslováquia

Na Eslováquia a onda é a palmada lúdica na mulher. Isso mesmo, diferente, mas dizem ser por uma boa causa a “brincadeira”.

Na segunda-feira, um dia após a Páscoa, a tradição do País é que os homens batam (de “brincadeira”) nas mulheres com chicotes artesanais, feitos de salgueiro e decoradas com fitas. Segundo a lenda, o salgueiro é a primeira árvore a florescer na primavera, por isso, os ramos são supostamente para transferir a vitalidade da árvore e de fertilidade para as mulheres.

4 – Grécia

No sábado que antecede o domingo de Páscoa, ocorre o “Pot Throwing” na ilha grega de Corfu. As pessoas jogam potes e panelas de barro de suas janelas rua abaixo, quebrando-as. Diz a lenda que o ritual simboliza a chegada da primavera, cultuando a vida nova e as novas culturas.

5 – Noruega

Na Noruega a onda é o Paaskekrim ou ” Easter-Crime “, onde a tradição é ler livros de mistério, crimes ou séries policiais de crime que são televisionadas em rede nacional. Muitas pessoas vão para as montanhas no feriadão de Páscoa, passar o tempo em cabanas e lendo os livros.

Diz a lenda que a tradição iniciou em 1923, quando uma editora promoveu seu novo romance criminal nas primeiras páginas dos jornais. Os anúncios se assemelhavam tanto a uma notícia que as pessoas só depois descobriram que se tratava de um golpe publicitário.

6 – Polônia

Na Páscoa, as ruas da Polônia viram um campo de batalha, mas não se preocupe, pois a guerra é de água. A tradição no País é que as pessoas tentem banhar as outras com baldes de água, pistolas de água ou qualquer coisa que eles podem ter em suas mãos. A lenda afirma que as meninas que ficarem encharcadas vão se casar dentro de um ano. A origem da festa está no batismo do príncipe polonês Mieszko na feira de Páscoa em 966 A.C.

7 – Espanha

Na cidade medieval de Verges, na Espanha, é realizada a tradicional “dansa de la mort” ou “dança da morte”. As pessoas se vestem em trajes de esqueleto e desfilam pelas ruas. A procissão termina com esqueletos assustadores transportando caixas de cinzas. A dança macabra começa à meia-noite e continua por três horas.

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×