Consumidores do Brasil fazem parte do “status Apple”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

iphone 2Todos os anos em que a Apple lança um novo iPhone é igual ao redor do mundo: muitas pessoas amontoadas em frente as lojas esperando para serem as primeiras a colocarem a mão no smartphone. No Brasil não é diferente, no lançamento do iPhone 6 no final de 2014, diversos fãs da marca prontos para serem os primeiros a adquirirem o produto.

No lançamento, o modelo mais “simples”, custava mais de 3mil reais. A justificativa dos aficionados “pela maçã” é que a qualidade dos aparelhos da marca é inigualável, se comparado com os demais smartphones. Esse argumento até pode ter algo de real, mas no fundo estes fatos andam juntos com a dimensão da marca, com sua estratégia de marketing e política entre seus produtos.

Relacionamento, política e imagem da empresa

iphone 1Além da qualidade dos produtos da Apple, ela conta com outros diferenciais, como o tratamento com seu cliente, que me parece mais claro e transparente (pelo menos nos exemplos que tive), ao invés de burocracias exageradas e normas de empresa que muitas vezes só atrapalham. Parte dessa premissa de inovar pode ser visto no filme sobre Steve Jobs e, mesmo que tenham havido mudanças, serve de partida para entender um pouco dos diferenciais da empresa.

A imagem da Apple, nesse caso falando especificamente do iPhone, frente ao consumidor de tecnologia é bem definida, onde para muitas pessoas, seus produtos são mais que smartphones, são símbolos de atualização tecnológica e um produto diferenciado, que você quer ter.

O marketing da Apple é planejado e por conta disso ocupa o topo de diversos rankings sobre as marcas mais valiosas do planeta. Se tornou sinônimo de sofisticação e modernidade, um status simbólico que grande parte da população aceitou e participou para que fosse dessa forma.

Status impulsionado

Os fãs do iPhone estão concentrados, obviamente, em quem consome tecnologia e essa faixa etária vai, geralmente, de adolescentes à meia idade, isso quer dizer: se continuar trilhando esse caminho de aliar inovação, modernidade e status, a empresa só terá a crescer nos próximos anos e mesmo que os produtos sejam considerados com preço elevado e a economia não ajude muito atualmente, sempre existe o plano de sua operadora telefônica que pode lhe trazer vantagens para adquirir um ou até mesmo as lojas e seus parcelamentos em diversas vezes.

Podemos nos perguntar, vale a pena esse investimento? Realmente é tão diferenciado assim o produto? O que acrescenta eu ter um iPhone? Muitas pessoas podem dizer que estamos vivendo em um mundo de aparências, de status forçados, que se apegam a coisas materiais, onde algumas pessoas perderam o real sentido da essência no que importa. Capitalismo selvagem, diz a música dos Titãs. Pode até ser, mas que é bom e até mesmo gratificante quando adquirimos algo bacana e que gostamos muito, isso é!

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×