O Teatro Mágico

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
Respeitável Público! O Teatro Mágico
Grupo vem conquistando cada vez mais fãs
Banda de música? Teatro? Circo? Ou Poesia? O Teatro Mágico, definido pelo seu criador, Fernando Anitelli, como um “Sarau Amplificado”, envolve tudo isso.
O Teatro Mágico é um grupo, ou uma trupe, como preferem ser chamados, criado na cidade paulista de Osasco, que mistura música, poesia, teatro, circo, cores, entre outras coisas. A trupe é formada por oito músicos entre DJ e violinista, passando pelos instrumentos tradicionais de guitarra, baixo e bateria, além das performances circenses feitas por outros integrantes. Tudo isso sendo realizado junto, ao mesmo tempo. Há momentos no espetáculo, que enquanto a banda toca no palco, artistas circenses voam sobre a cabeça dos espectadores, prendendo a atenção de todos.
O projeto O Teatro Mágico foi criado por Fernando Anitelli, vocali-sta, ator e compositor dascanções. A Trupe que o acompanha foi formada em dezembro de 2003 por amigos e artistas que acreditaram no projeto. De forma independente, sem apoio de gravadora ou campanhas midiáticas, alcançaram números que muitas bandas “consagradas” não conseguiram ainda. O boca a boca e a Internet foram fundamentais na divulgação do trabalho, cada vez mais conhecido e respeitado, consolidando-se como uma das bandas mais importantes da cena independente do País.
Em pouco mais de quatro anos de história, foram mais de 600 shows realizados, média de mil pessoas por apresentação, um CD gravado em estúdio (“O Teatro Mágico: Entrada para Raros”), cerca de 45 mil discos vendidos, além do site oficial (com cerca de 8 mil visitas por mês), o blog virtual (com mais de 600 acessos por dia), mais de 370 comunidades relacionadas no Orkut, que somam cerca de 150 mil pessoas, sendo a oficial com mais de 86 mil membros.
Nesse clima de picadeiro, ma-labaristas, arte e poesia, que dividem a atenção da platéia, em um espetáculo que a música é apenas uma das partes do show, O Teatro Mágico espera atingir o mesmo sucesso de “Entrada para Raros”, em seu próximo disco, “Segundo ato”, com previsão de lançamento para o segundo semestre de 2008. Um terceiro CD fechará a trilogia. Para a tristeza dos fãs a trupe tem prazo de validade. O projeto vai durar mais dois anos e depois, o rei da trupe deve mergulhar no universo infantil-cabeça, seguindo a linha técnica e conceitual do compositor Paulo Tatit. Mas até lá ainda hátempo do mais fervorosos colocarem sua fantasia, o nariz de palhaço e curtiram o espetáculo de Anitelli e companhia.
Texto de Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×