Quais são as maiores falhas quando você abraça uma causa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

size_810_16_9_maosCom a disseminação e globalização da informação, cada vez mais as pessoas se posicionam sobre os assuntos sociais. É muito comum observarmos diversos tipos de pessoas opinando sobre tudo nas redes sociais. Conforme as pessoas vão se identificando com ideias e causas, algumas optam por abraçar as ideias e incorporarem no seu dia-a-dia estes novos ideais.

Confira algumas falhas que não podem ser cometidas por quem abraça uma causa e passa a ‘vestir a camisa” de um movimento:

Falta de informação

Quando você levanta a bandeira de uma causa, dependendo do quanto contraditória ela pode ser, sempre haverá pessoas que pensam de outra forma. Para que você possa argumentar e, até mesmo, angariar novos componentes no seu propósito, é fundamental que você possua um conhecimento concreto sobre o que está defendendo.

Saiba o que sua causa busca, onde pretende chegar, como chegar e se é viável. Opte pelo diálogo e exponha seu ponto de vista. Converse com outras pessoas que partilham do mesmo desejo que você, busque conhecimento e informação. Pesquise, leia sobre pessoas que apoiam este ideal e tenha conhecimento sobre políticas públicas e viabilidade do seu objetivo.

Acreditar que será fácil

Não importa qual a sua causa e nem o número de adeptos, não será fácil. O fato aqui vai além de sua vontade, pois envolve o pensamento do próximo e muitas vezes até mesmo leis e direitos.

Seja qual for a causa, requer dedicação e muita dedicação. Requer calma, paciência e poder de diálogo e argumentação. Os resultados, na maioria das vezes, não são rápidos. O importante é que você esteja convicto em suas concepções e tenha paciência para que o caminho seja trilhado passo a passo.

Perder o foco da finalidade

Dependendo da causa, onde há muitas pessoas podem ocorrer fatos que tirem o foco do objetivo da causa. As vezes, dentro do próprio grupo que defende a causa, há conflito de ideias.

O problema é que mesmo que a causa esteja estabelecida, todo o grupo que envolve muitas pessoas é comum que haja partes desfocadas nesse meio ou que não compartilham das mesmas decisões e caminhos para atingir o objetivo. É interessante que lideranças sejam criadas e respeitadas para a causa entre seus componentes seja algo em sintonia.

Iniciar desacreditado

Seja pelo “tamanho” da causa ou pelo número baixo de apoiadores, mas iniciar uma causa desacreditando que irá conseguir seus objetivos é péssimo.

Existem pessoas que levantam bandeiras até mesmo sozinhas através de redes sociais e demais meios de informação. Se você não acredita em sua causa, quem acreditará? Se você tem convicções e força de vontade é possível, basta arregaçar as mangas e seguir em frente.

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×