Vereadores de NH visitam obra da Trensurb

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Presidente da Câmara Municipal e das Comissões de Obras Públicas e da Linha do Trem viram com satisfação o andamento da obra pela qual a comunidade tanto lutou.

2015_1O presidente da Câmara Municipal de Novo Hamburgo, vereador Antônio Lucas (PDT); o presidente da Comissão de Obras Públicas, vereador Ricardo Ritter (PDT); e o presidente da Comissão Especial da Linha do Trem, Gilberto Koch (PT), percorreram todos os trechos norte da obra de extensão da Trensurb de São Leopoldo até Novo Hamburgo. Foram acompanhados pelos engenheiros Nilton Coelho, Guilherme Montezano e Jefferson Danni, do Consórcio Nova Via, grupo de empresas vencedor de licitação para execução das obras, formado pelas empresas Norberto Odebrecht, Andrade Gutierrez e Toniolo/Busnello, que deram informações sobre o andamento e estágios do cronograma das diversas etapas do trabalho. No percurso, Nilton Coelho, que é diretor do Consórcio, enfatizou a dinâmica que a usina de concreto, instalada no canteiro central, dará à obra. “Teremos controle total da produção de concreto, tanto na quantidade, como na qualidade, além de agilidade na continuidade da obra”, explica o Diretor.

Antonio Lucas disse que “”é gratificante ver o andamento da obra. É importante ver que toda a luta que fizemos, para que o trem chegasse a Novo Hamburgo, está tendo o resultado que esperávamos”. O mesmo sentimento de realização é compartilhado pelo vereador Gilberto Koch. “Por termos presenciado desde o início o projeto, isso é uma satisfação. Essa extensão contribui não só com Novo Hamburgo, mas com todas as cidades do entorno”, disse. O vereador Ricardo Ritter vai ainda mais longe, ao dizer que “essa é a obra mais importante dos 82 anos de emancipação de Novo Hamburgo, e ainda mais, com grande parte da mão de obra sendo da região”.

A obra de expansão da Trensurb até Novo Hamburgo é atualmente uma das mais importantes do Estado, com extensão de 9,3 quilômetros, construção de quatro novas estações e reurbanização das áreas ao entorno. Diariamente cerca de 30 mil pessoas deverão circular somente pelas quatro novas estações. O Governo Federal está investindo cerca de R$ 700 milhões no projeto, que prevê a contratação de até 1.200 trabalhadores diretos para execução da obra e irá gerar mais de três mil empregos indiretos. A previsão inicial da finalização da obra de quatro anos será antecipada pelo Consórcio Nova Via, que prevê a conclusão em um prazo de três anos.”

Matéria publicada no site da Trensurb

Texto de Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×