8 dicas definitivas para pensar fora da caixa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

“Pensar fora da caixa”, uma frase que já era bem usada em situações que mereciam criatividade, como artes, música e cultura em geral, tomou conta de vez das corporações. Seja qual for o ramo de atuação da empresa, sempre será interessante que alguém pense “fora da caixa” e traga inovação em lidar com os mais diversos assuntos.

Se você vê importância nesse tipo de raciocínio, mas está com problemas em como alcançar esse estado de ir além, seguem oito dicas para exercitar o famoso pensar “fora da caixa”:

1 – Flexibilidade e um bom ouvinte

Não deixe de lado as considerações de quem pensa diferente de você. Esteja atento e avalie todas as idéias. Nunca desconsidere algo sem ao menos ouvir e pensar no assunto. Muitas vezes os pensamentos inovadores não vêm diretamente de nós, mas de uma situação, uma ideia de alguém que talvez nem tenha sido boa, mas gerou um raciocínio que foi por outro lado e surgiu uma grande aplicação para o crescimento do seu negócio. Precisamos ouvir e refletir sobre o que ouvimos.

2 – Derrube os limites

A tal caixa que todos buscam pensar do lado de fora representa as barreira, os limites que impedem a criatividade de evoluir. Essa espécie de limite deve ser derrubada. Quando temos a percepção de que não há limites, isso nos torna mais abertos ao novo e capacitados a inovar, buscar algo diferente do obvio.

3 – Métodos diferentes

A frase clássica: “Para resultados diferentes, precisamos de atitudes diferentes” é a maior verdade. Enquanto estivermos com aquele processo sistemático e que sabemos exatamente onde podemos chegar é importante, porém é uma forma de limitar os seus atos. Pensar “fora da caixa” significa utilizar métodos diferentes em busca de crescimento ou para resolver situações que os métodos convencionais não estavam dando o resultado esperado.

4 – Exercite a criatividade

Sem criatividade, não existe pensamento “fora da caixa”. Eles podem ser considerados praticamente sinônimos, na verdade. A criatividade é a base para um pensamento além dos limites já imaginados. Com criatividade, problemas ditos como impossíveis de resolver podem encontrar uma solução. Porém, não é como uma receita pronta. É necessária experiência, força de vontade e uma visão mais ampla do todo.

5 – Fuja do obvio

O óbvio e pensar “fora da caixa” não combinam. Ou o método é inovador, com uma ideia realmente diferente em busca de algo novo, algo maior, ou será a aplicação de um método que já vem sendo executado e com resultados também previsíveis. Mesmo que não exista maneira de criar algo realmente importante, continue seguindo as regras enquanto tenta pensar em algo novo, algo que possa solucionar problemas já existentes.

6 – Crescimento

A maioria das empresas apostam em um crescimento organizado e escalonável. Um dos grandes atrativos de um pensamento “fora da caixa”, é que ele pode ser tão bom que poucas pessoas poderão economizar tempo de trabalho ou até mesmo lucrar com uma forma de raciocínio que é muito buscada no Brasil e no mundo.

7 – Escute profissionais experientes

Nada mais inspirador para exercitar um pensamento “fora da caixa” do que ouvir quem entende do assunto. Para pensar sobre a situação é importante criar laços ou comparecer em locais onde esses perfis de profissional estejam. É fundamental ser flexível com o conhecimento captado e estar disposto a pensar além. Quando surgir essa oportunidade, absorva o conhecimento e pense como aplicar determinadas coisas no seu trabalho.

8 – Ir a eventos

Pensando em como ser criativo e inovador, o ideal é estar presente onde esses tipos de profissionais estão. Eventos com um nicho específico é um bom início em busca do pensamento “fora da caixa” e além disse conhecer pessoas que partilham dos mesmos ideais que vocês.

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×