Conheça os 100 melhores livros para adolecentes, de acordo com a Revista Time

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

livrosComo já abordamos aqui no site, por mais que estejamos na época da tecnologia, onde muitas vezes os livros têm ficado apenas como decoração em armários e estantes, ainda há diversos sucessos teens, como Harry Potter, Se Eu Ficar, A Culpa é das Estrelas, entre muitos outros. A explosão da cultura pop trazida pela globalização da web contribui de forma determinante para estes verdadeiros virais entre a garotada, mesmo que a leitura muitas vezes seja feita de forma online.

A norte-americana Time, revista semanal de maior circulação no mundo, resolveu elaborar duas listas: “100 melhores livros para adolescentes” e “100 melhores livros ilustrados para crianças” (já publicado aqui no site). A pesquisa consultou diversas pessoas e órgãos respeitados para elaborar a lista, como Kenn Nesbitt, do US Children’s Poet Laureate, Leonard Marcus, historiador de livros infantis, o National Center for Children’s Illustrated Literature, o Young Readers Center at the Library of Congress e o Every Child a Reader literacy foundation.

Neste segundo material, vamos separar 5 obras que estão entre os melhores livros para adolescentes, de acordo com a Time:

 Harry Potter (série) – J. K. Rowling

A série Harry Potter é constituída por sete livros e, desde o lançamento do primeiro volume, Harry Potter e a Pedra Filosofal, em 1997, ganhou grande popularidade e sucesso comercial no mundo todo.

Grande parte da narrativa ocorre na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, e foca os conflitos entre Harry Potter e o bruxo das trevas Tom Marvolo Riddle conhecido pelos bruxos como Lord Voldemort ou “Você Sabe Quem”. Ao mesmo tempo, os livros exploram temas como amizade, ambição, escolha, preconceito, coragem, crescimento, responsabilidade moral e as complexidades da vida e da morte, e acontecem num mundo mágico com suas próprias histórias, habitantes e cultura.

 A Menina Que Roubava Livros – Zusak, Markus

A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, porém surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los em troca de dinheiro.

Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a cumplicidade do pai adotivo, um pintor que a ensina a ler. Em tempos de livros incendiados, o gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito.

 O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa –  C.S. Lewis

É um romance publicado em 1950. É o primeiro e mais conhecido livro da série intitulada “As Crônicas de Nárnia”. Apesar de ser o primeiro livro a ser publicado, é na verdade o segundo na ordem cronológica dos acontecimentos da série.

Neste livro são narradas as aventuras dos quatro irmãos Pevensie: Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia, que fugindo dos bombardeios a Londres durante a II Guerra Mundial, vão até a casa de um professor que morava no campo. Lá encontram, dentro de um guarda-roupa uma passagem que liga nosso mundo ao mundo de Nárnia.

 Um Atalho no Tempo – Madeleine L’Engle

Quando a história começa, as personagens principais, Meg Merry e o seu irmão mais novo, Charles Wallace, vivem com a mãe e os irmãos, Sandy e Dennys. Meg tem dificuldade em adaptar-se à escola e sente a falta do pai, um cientista, que desapareceu há mais de um ano enquanto efetuava uma experiência que envolvia viajar no tempo. Um ser estranho de outro mundo visita o lar dos Murry e fornece uma pista importante sobre o paradeiro do Sr. Murry. Meg, Charles Wallace e o amigo Calvin O’Keefe começam então uma viagem perigosa no tempo e no espaço para salvarem o Sr. Murry.

A viagem é mais do que uma aventura ou uma missão para ajudar os outros: é também uma viagem de autodescoberta que muda as suas ideias sobre si própria e as pessoas que a rodeiam.

 O Diário de Anne Frank – Anne Frank

Este livro é um o diário verídico, onde se torna comovente descobrir que mesmo no contexto tenebroso do nazismo e guerra, Anne Frank viveu problemas e conflitos de uma adolescente de qualquer lugar e tempo. Ela registrou admiravelmente a catástrofe que foi a Segunda Guerra Mundial. Seu diário está entre os documentos mais duradouros produzidos neste século, mas é também uma narrativa tensa e incomparável, que revela a força indestrutível do espírito humano.

Anne Frank compôs o diário no período que se estende de 1942 a 1º de agosto de 1944. Este poderia ser um diário escrito por qualquer garota de 13 anos, nos tempos atuais, com todas as inquietudes e preocupações de uma jovem, se ela não estivesse vivendo justamente em um dos contextos mais difíceis da história da Humanidade, a Segunda Guerra Mundial.

 A lista completa dos 100 livros pode ser vista aqui: http://time.com/100-best-young-adult-books

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×