Quase metade dos brasileiros ainda reprova o casamento gay

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

casamento_gay_blogpluralA agência de pesquisa de mercado e inteligência Hello Research realizou um levantamento envolvendo 1.000 pessoas com mais de 16 anos em 70 cidades de todas as regiões e classes sociais do País, perguntando se elas eram a favor, indiferentes ou contra a união homoafetiva.

Os resultados mostraram um número elevado, mas torcemos que diminua com o passar do tempo. Quase metade da população brasileira ainda é contra o casamento de pessoas do mesmo sexo: 49% dos entrevistados reprovam a união.

Enquanto que quase metade dos entrevistados é totalmente contra, 21% se declaram indiferentes e 30% se mostraram favoráveis quanto ao casamento de pessoas do mesmo sexo.

Casse social e regiões do Brasil

Quando a análise foi feita por classes sociais, ficou comprovado que D e E são ligeiramente menos favoráveis à bandeira LGBT, sendo que juntas somam 54%. As regiões brasileiras em que a união civil entre homossexuais é menos aceita são Nordeste, Norte e Centro-Oeste, com 62%.

“Podemos observar que quanto menor a classe social e o acesso à informação, maior a resistência em apoiar o casamento entre homossexuais. Com pesquisas como esta torna-se possível entender melhor o pensamento do brasileiro e orientar medidas educacionais e sociais para modificar comportamentos e culturas”, ressalta Davi Bertoncello, diretor executivo da Hello Research.

Números da união homoafetiva no País

De acordo com dados do IBGE, São Paulo foi o estado com o maior número de uniões homoafetivas em 2013. No período, 1.945 casamentos foram realizados, sendo 897 entre homens e 1.048 entre mulheres.

O Acre foi o estado que registrou o menor número de uniões de pessoas do mesmo sexo, com apenas um casamento entre homens e nenhum entre mulheres.

Os números totais de uniões de pessoas do mesmo sexo no Brasil em 2013 foram de 3.700 casamentos.

O povo está mudando seus conceitos lentamente, mas os números de conscientização, de que somos todos iguais, está aumentando passo a passo. E você, o que acha sobre a união homoafetiva?

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×