Violão se tornou o símbolo do jeito brasileiro de fazer música

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

1dsxwcknjhr0dx2m7ohu57gcyA viola foi o primeiro instrumento de cordas que se têm notícias a chegar ao Brasil. Ela tinha dez cordas ou cinco cordas duplas e era muito popular entre os portugueses, sendo a percussora do violão.

A primeira notícia que se tem sobre este instrumento no Brasil, ocorre no século XVII em São Paulo, vendida por um preço exorbitante na época, por dois mil réis e pertencente a um bandeirante chamado Sebastião Paes de Barros.

Com o passar dos anos, a viola passou a ser denominada de viola caipira, por ser um instrumento típico do interior do país.

Com isso, o violão passou a tornar-se o instrumento favorito para o acompanhamento vocal no Brasil. O violão por ser um instrumento muito usado na música popular brasileira e pelo povo, passou a ter uma má fama, sendo considerado por muitos como um instrumento de boêmios, presente entre seresteiros, chorões, tornando-se um símbolo de vagabundagem e, carregando consigo este estigma por muitos anos. Com o passar dos anos, os adeptos do violão conseguiram desmistificar essa idéia pejorativa e discriminatória do violão.

Onde se desenvolveu

acoustic-guitar-live-wallpaper-f25fff-h900O violão no Brasil desenvolveu-se, basicamente, em dois grandes eixos da expressão da arte no Brasil: Rio de Janeiro e São Paulo. Onde surgiram a grande maioria dos grandes violonistas brasileiros, que obtiveram sua formação instrumental com os professores que moravam nestas cidades.

A música brasileira para violão tem por base a pequena obra de Villa-Lobos, que foi um importante compositor e violonista brasileiro, que conta basicamente com 12 estudos sobre violão.

Violão internacional

Mesmo que seu principal instrumento fosse o piano, em 1967, Tom Jobim foi convidado a participar do especial A Man and His Music estrelado por Frank Sinatra para a rede de televisão NBC. Jobim chegou empunhando um violão que o músico brasileiro revelou ao mundo a batida bossa-nova, desde então internacionalmente consagrada e identificada ao jeito brasileiro de acompanhamento musical.

Desde sua chegada ao Brasil, em princípios do século XIX, o violão assumiu a função de principal acompanhador dos gêneros urbanos, sejam líricos ou satíricos. Esteve na base de acompanhamento de modinhas, lundus, cançonetas, choros, maxixes e sambas, além de bossa nova e até do rock and roll.

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×