WimBelemDon o projeto que há 15 anos vem dando certo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

wimbelemdon1a_fixed_largeProvavelmente você já deve ter ouvido falar do torneio de tênis de Wimbledon, em Londres, afinal ele é considerado o torneio de tênis com maior prestígio do mundo e também o mais antigo, criado em 1877.

Tudo bem, Wimbledon é famoso, mas e o WimBelemDon, você conhece? Na verdade este é um Projeto social desenvolvido em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, que, por meio do ensino do tênis e da realização de atividades extra-escolares, desenvolve habilidades e atitudes em crianças em situação de risco, buscando facilitar seu processo de integração social. Hoje, 105 crianças de 06 a 18 anos são atendidas pelo projeto

Campanha Fixando Raízes

17702104Como o terreno do WimBelemDon sempre foi alugado, chegou o momento 15 anos depois e de várias benfeitorias realizadas, em que tiveram que optar por adquirir a área ou encerrar o projeto ou pelo menos começar tudo do zero.

Através do Kickante, plataforma de financiamento coletivo, os organizadores do WimBelemDon resolveram tentar a forma de “vaquinha” para conseguir o dinheiro necessário. Para alegria de todos, campanha Fixando Raízes ficou no ar até 31 de maio e chegou a marca de R$ 401.800,00, oito vezes a meta inicial, que era de R$ 50.000,00.

“Ao começar com a campanha, não imaginávamos que poderíamos sensibilizar tanta gente. Foram m
ais de 1.200 doadores de todo Brasil e de outras partes do planeta. Somente em nossa página do Facebook, na última semana, alcançamos em torno de 130.000 pessoas. Todo tênis brasileiro se engajou”, disse Marcelo Ruschel, responsável pelo projeto.

Os embaixadores do projeto e ex-tenistas Thomaz Koch e Fernando Meligeni puxaram a lista de grandes nomes do tênis que apoiaram a causa, como Gustavo Kuerten, Bruno Soares, Marcelo Melo, Teliana Pereira, Gabriela Cé, Bia Haddad Maia, Thomaz Bellucci, Guilherme Clezar, João “Feijão” Souza, André Ghem e Orlandinho Luz. E a causa chegou a sensibilizar tenistas estrangeiros, como, Pablo Cuevas (URU), Irmãos Bryan (USA), Andy Murray (GBR) e Rafael Nadal (ESP).

Um pouco da história do WimBelemDon

rolando02No dia 31 de Outubro de 2000, o fotógrafo Marcelo Ruschel alugou uma quadra de tênis abandonada em Belém Novo, bairro da zona Sul de Porto Alegre, onde mora, com o intuito de desenvolver um projeto social com as crianças do bairro. O Nome surgiu em seguida como um trocadilho e uma homenagem ao torneio de Wimbledon, que citamos acima.

Nestes primeiros anos a maior dificuldade foi conseguir alguém que compartilhasse know-how para que o projeto fosse colocado em prática. Como fotógrafo, Marcelo não tinha a mínima idéia de quantas crianças poderiam participar do projeto, já que só tinha uma quadra.

Em setembro de 2002, em Nova York, por ocasião do torneio US Open 2002, Marcelo Ruschel encontrou Suzana Bertoni dos Santos, amigos de infância que não se viam há mais de 15 anos. Deste encontro casual nasceu uma parceria que tornou possível o início do Projeto WimBelemDon.

Surgiu assim, em 20 de Março de 2003, o Projeto WimBelemDon atendendo a 40 crianças de 8 a 12 anos com atividades de tênis e oficinas de leitura. Em Agosto do mesmo ano o Projeto dobrou sua capacidade para 80 crianças.

No ano de 2004 o projeto atraiu dois tenistas brasileiros de renome internacional, Thomaz Koch e Fernando Meligeni, que passaram a atuar como Embaixadores do projeto, divulgando-o e apoiando-o institucionalmente.Em abril de 2005, Marcelo decide criar uma nova Organização Não Governamental (ONG) para abrigar o Projeto WimBelemDon e se adaptar a legislação vigente (OSCIP , FUNCRIANÇA, ETC.). Esta nova fase conta com a participação no conselho da ONG de tenistas, empresários, médico , advogado e alguns voluntários, todos entusiastas do esporte. No dia 30.06.2005 foi fundada a Sociedade Tênis Educação e Participação Social – STEPS – que é a instituição responsável por manter e desenvolver o projeto.

Para saber mais sobre o projeto, acesse: www.wimbelemdon.com.br

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×