Growth Hacking: aumente sua conversão imediatamente

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

O termo Growth Hacking já está bem difundido em diversos países do exterior. No Brasil ele começou a se disseminar a pouco tempo, mas já é praticado por um certo número de empresas. Na prática, o Growth Hacking tem por objetivo o crescimento da empresa focado no aumento do número de usuário de um produto ou serviço.

É como se a aplicação do Growth Hacking criasse atalhos para aumentar a conversão de um negócio ou produto. O crescimento é o maior objetivo. Crescimento de interessados, de listas de leads, de oportunidade de comercialização, de visitas, de visibilidade, de tudo que possa gerar conversão.

Growth Hacking x Marketing

Se você está achando que o Growth Hakcing é uma espécie de marketing ou pode até mesmo substituí-lo, a resposta é não!  Ele pode ser utilizado aliado ao marketing da empresa, com o objetivo de alcançar um crescimento acelerado das conversões.

A intenção é de que o profissional responsável pela área, conhecido como Growth Hacker, faça parte da estratégia desde o desenvolvimento do produto, mas também alinhado com todo o processo da empresa, das operações empresariais ao marketing e almejando seu resultado final. Qualquer ação da empresa deve ser avaliada e focada no crescimento da conversão.

Exatamente por isso, o Growth Hacking é mais adotado em startups, pois contemplam o mesmo propósito: crescer, e crescer rápido!

Quem pode ser um Growth Hacker?

O principal objetivo desse profissional é conectar o mais rápido possível o seu nicho com o seu produto ou serviço. Para isso, criatividade é uma das maiores qualidades de um Growth Hacker. Além disso, um poder de avaliação do todo e conhecimento de qual caminho percorrer e no que apostar é fundamental.

O seu feeling, aliado a disciplina, também é importantíssimo. Afinal, a ideia deve ser priorizada diversas vezes e testes e análises para que ela venha a dar certo são fundamentais. Mas para esse crescimento do negócio, se a intenção é a consolidação e crescimento da empresa, as ideias criativas devem ser validadas.

Perfil de empresas que devem contar com um Growth Hacker

Se o profissional deve ser criativo e “pensar fora da caixa”, a empresa também deve ter em seu embrião, pelo menos, a intenção de crescer apoiada em métricas válidas. Ou seja, ela precisa desejar de fato esse crescimento e confiar nas análises realizadas pelo profissional.

Criar novos atalhos e estratégias para gerar mais conversão será o trabalho do Growth Hacker, porém a empresa também não deve se contentar com o senso comum ou se acomodar com o status que conquistou.

A empresa que deseja alcançar resultados diferentes terá que apostar em métodos diferentes.

Fernando Cunha ©

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×